Saiba como definir funções e salários para cada vaga disponível

  • saiba-como-definir-funcoes-e-salarios-para-cada-vaga-disponivel

Em um mercado cada vez mais competitivo, a chamada “guerra por talentos” tem aumentado entre as empresas que visam atrair e reter os melhores profissionais de suas áreas ou até de outros segmentos. Para isso, a definição atrativa de funções e salários para cada vaga serve como estratégia na hora de obter a preferência desses candidatos. Todavia, nem sempre é fácil estabelecer tais pontos, pois é preciso considerar as necessidades e capacidade financeira da empresa também.

Isso significa que a equipe de RH fica responsável por conciliar recursos disponíveis com remuneração e benefícios que valorizem os postos de trabalho. E até quando existe margem econômica para negociação, alguns pontos precisam ser decididos. Por exemplo, delimitar salário conforme o cargo ou de acordo com o profissional? Haverá benefícios extras?

Para responder a essas e outras questões, separamos alguns pontos a serem considerados no planejamento das funções e salários. Confira!

Levante as responsabilidades e impactos organizacionais de cada cargo

A equipe de RH deve montar um mapeamento sobre quais impactos as funções de cada cargo terão na empresa, bem como suas responsabilidades a curto, médio e longo prazo. Também é importante avaliar o nível de experiência necessário para desempenhar suas atribuições, bem como as qualidades que se espera do profissional que ocupar esse posto.

Pontos mais específicos, como quantia financeira que ficará sob sua responsabilidade (orçamento, recebimentos, transações), quantos funcionários dependerão de suas decisões e o nível de comprometimento requerido também precisam ser levantados.

O ideal é montar um descritivo de cada cargo com o maior número possível de informações sobre funções e atividades. Porém, é importante ir além de aspectos meramente técnicos e operacionais para que seja possível entender a real importância de cada vaga, especialmente em termos estratégicos e táticos. Isso é vital para um processo de recrutamento eficiente.

Pesquise o mercado antes de definir funções e salários

Para definir a remuneração de cada cargo é fundamental pesquisar o mercado, visando avaliar qual a média salarial praticada por outras empresas de portes semelhantes. Isso é importante para se oferecer salário e benefícios atrativos, que não fiquem abaixo da concorrência, especialmente no mesmo segmento.

Todavia, é fundamental manter os pés no chão e não exagerar para não comprometer o orçamento, tampouco gerar insatisfação em profissionais que atuam em cargos similares, ou de mesmo nível hierárquico, mas que ganham menos.

As funções de cada cargo igualmente devem ser pesquisadas, para se entender quais atividades podem ser exigidas e quais estão além do perfil de cada vaga. Embora seja importante contratar profissionais com amplos conhecimentos e que possam executar múltiplas tarefas dentro de seu campo de atuação, atividades muito discrepantes desse perfil podem afugentar candidatos.

Para funções e cargos mais operacionais, a pesquisa pode ser feita a nível regional. Contudo, para posições elevadas (gerência e diretoria) e mais especializadas (técnicos), a busca deve ser ampla, no âmbito nacional e até internacional.

Defina uma política de benefícios

Além da remuneração, é imprescindível o estabelecimento de uma política de benefícios que aumente a atratividade das vagas oferecidas. As vantagens podem ser iguais para múltiplos cargos e com benefícios pontuais para cada um deles, inclusive por setor. Vale definir alguns extras para maior margem de negociação, principalmente quando existe o objetivo de contratar determinado profissional.

Fique atento às leis trabalhistas de cada área

É necessário estar atento às leis trabalhistas de cada área para definir os valores a serem pagos e as funções que podem exercidas por vaga, caso contrário, sua empresa poderá ter problemas com órgãos governamentais.

Vale observar convenções trabalhistas e normas sindicais tanto no contexto nacional, quanto regional, pois normas e pisos salariais podem variar em algumas localidades para os mesmos cargos. Também é bom analisar a carga horária máxima permitida.

Saber delimitar uma política de funções e salários faz parte de uma gestão de RH estratégica. Todavia, é importante ficar atento às tendências e principais desafios da área para conseguir planejar vantagens atrativas adequadas aos níveis dos profissionais que serão contratados, de modo que possam contribuir e trazer benefícios reais para a organização.

Por falar em tendências, que tal dar uma conferida agora sobre os desafios da força de trabalho em 2020 e a iminente crise de talentos?

2022-02-11T16:48:51-03:00

Share This Story, Choose Your Platform!

Sobre o Autor:

Com mais de 17 anos de experiência no mercado de TI, formado em Ciência da Computação. Estudante de Filosofia e Psicanálise. Empreendedor, apaixonado por pessoas e inovação. Diretor para Negócios Cloud e Inovação na INTELLIGENZA.