RH do futuro: tendências para ficar de olho!

O surgimento de novas tecnologias auxiliou o dinamismo da gestão de pessoas, que alcançou um papel mais consultivo e estratégico nas empresas. Mas o que esperar do RH do futuro?

Nos próximos anos, cada vez mais a tecnologia será inseparável do setor. O RH precisa se modernizar para incorporar a automação de tarefas, análise de dados e demais inovações. Só assim, atenderá suas novas demandas e responsabilidades nas empresas, contribuindo decisivamente para o sucesso dos negócios.

Logo abaixo, reunimos as principais tendências para o RH do futuro. Continue a leitura e entenda o que já é uma realidade e fará parte da gestão de pessoas nos próximos anos! 

Hiperautomação de processos

Boa parte das transformações no RH estão relacionados aos softwares desenvolvidos para o setor, que automatizaram inúmeras tarefas. Assim, sem estar sobrecarregado de rotinas administrativas, os gestores de pessoas atuam em outras questões, como participar da estratégia da empresa, desenvolver pessoas e implementar medidas para reter talentos.

Acontece que os níveis de automação atuais são apenas a ponta do iceberg. Segundo a McKinsey, por exemplo, 77% das tarefas de RH poderiam ser assumidas por tecnologias já desenvolvidas, como automação robótica de processos, inteligência artificial e softwares de gestão.

No entanto, como revela o estudo, essas tecnologias foram implementadas em apenas 22% dos processos. Isto é, cerca de 55% daquilo que fazemos no RH ainda pode ser assumido por soluções digitais.

Nesse sentido, a primeira grande tendência é a perseguição de níveis cada vez mais elevados de automação de tarefas. O setor ruma para a superautomação, ou seja, quase tudo realizado pela tecnologia.

Valorização das competências humanas

A consequência imediata da automação é a desvalorização dos profissionais focados em tarefas repetitivas. Comunicação, empatia, empreendedorismo, criatividade, resolução de problemas e outras soft skills são o verdadeiro futuro do RH. São essas competências que ajudam o setor a alcançar os novos resultados exigidos dele

Para reduzir o turnover, atrair e reter talentos, aumentar a produtividade, etc., precisamos de trabalhos que só podem ser concluídos com a soma entre habilidade humanas e tecnologia, como cuidar do ambiente de trabalho, desenvolver pessoas, capacitar líderes e moldar excelentes programas de benefício.

Atividades remotas e serviços digitais

Na pandemia, pessoas e organizações foram obrigadas a conviver mais intensamente com o mundo digital. Enquanto sociedade, passamos a utilizar aplicativos para diversos serviços, consumir conteúdo online e estudar a distância, entre outras atividades, com muito mais frequência e familiaridade.

Nas empresas, um dos reflexos é o trabalho remoto. Segundo a Gartner, por exemplo, a quantidade de pessoas interessadas no home office ou no modelo híbrido saltou de 30% para 48% com a pandemia. É algo que muitos desejam mesmo quando as atividades retornarem sem nenhuma restrição.

Outra característica é a adaptação às soluções de autoatendimento. Pedir comida por delivery, realizar operações bancárias e solicitar transporte são alguns desses serviços que se tornaram parte do nosso dia a dia.

Por isso, podemos aproveitar a mudança de comportamento para introduzir soluções de autoatendimento no RH. Praticamente qualquer consulta do colaborador, como cadastro na empresa, horas extras e cálculos de salários, pode ser feita sem o comparecimento ao departamento

Além disso, o autoatendimento pode servir de meio para comunicação com os profissionais. Por exemplo, conseguimos receber escolhas referentes ao pacote de benefícios, respostas a perguntas de E-NPS, aprovações de folgas realizadas por gestores e diversos outros dados coletados aos líderes e equipes.

Análise preditiva

Com a tecnologia, os grandes volumes de dados sobre os colaboradores fazem parte da rotina da empresa e podem melhorar a tomada de decisão. Em um primeiro nível, isso acontece com o entendimento das situações e problemas, indo além da intuição dos profissionais com informações objetivas.

A seguir, os dados também podem ser utilizados para prever situações, combinando-se ferramentas tecnológicas com estatística. Em vez de saber se um candidato vai se adaptar à empresa somente depois da contratação, podemos analisar o perfil comportamental e o fit cultural, evitando o turnover recente, por exemplo.

As análises preditivas são o futuro do RH no sentido de melhorar as decisões. Como uma mudança será recebida? Quais são os efeitos financeiros de aumentar os salários? Que benefícios melhor atendem aos colaboradores? Essas e outras questões podem ser antecipadas, minimizando os erros.

Softwares de integração

A comunicação entre as áreas do RH (recrutamento, benefícios, treinamento, etc.) será mais fluída com softwares que integram todas as atividades em uma única plataforma. É uma medida importante para estabelecer uma visão sistêmica no setor, entendendo os efeitos das atividades umas nas outras.

Basta imaginar, por exemplo, que a qualidade com que recrutamos afetará as necessidades de treinamento e o clima organizacional. Enquanto isso, capacitações diminuem as substituições de colaboradores e bons ambientes de trabalho atraem candidatos. Logo, é preciso dialogar com o recrutamento na gestão de pessoas.

A integração também será mais frequente com os demais setores da empresa. Jurídico, financeiro, contábil, administrativo, produção e diversos setores precisam trocar informações com o RH. Além disso, a gestão de pessoas controla a alocação do capital humano, distribuindo os colaboradores em planos de cargos e salários, que vão afetar a rotina dos demais setores. Portanto, integração é a palavra-chave.

Novas metodologias de desenvolvimento de pessoas

A tecnologia para educação corporativa permite que os recursos humanos atuem de forma mais efetiva no desenvolvimento de talentos. Nesse sentido, o RH do futuro está bem distante dos treinamentos tradicionais, em que as pessoas praticamente retornavam à sala de aula.

Em primeiro lugar, a People Analytics possibilita treinamentos mais personalizados. Em vez de um programa igual para todos, cada pessoa pode ser desenvolvida em uma trilha própria, conforme as suas necessidades.

Os dados também oferecem opções para a empresa acompanhar os reflexos dos treinamentos corporativos no ambiente de trabalho. Aplicar avaliações de desempenho, verificar as variações de E-NPS, calcular a rotatividade, acompanhar o desempenho, tudo isso é mais fácil com a coleta de informações por softwares que automatizam tarefas.

Uma terceira característica dos treinamentos no RH do futuro é a importância da educação a distância. Com ela, conseguimos dividir o conteúdo em pequenas partes e fazer entregas mais recorrentes para os colaboradores, dentro das trilhas de desenvolvimento deles. Trata-se do chamado microlearning, que já é uma realidade nos treinamentos corporativos.

Gestão de desempenho no RH do futuro

O RH terá cada vez mais proximidade com a gestão de desempenho. Em outro relatório, a Gartner revela que 82% dos líderes de RH estão insatisfeitos com o gerenciamento de performance, e 67% das organizações desejam reduzir o tempo gasto nas atividades e aumentar o desempenho.

Atualmente, a tecnologia deu ao RH as condições para melhorar a gestão de tempo das equipes. Um exemplo é o WorkForce Software que oferece total visibilidade do desempenho. Nele, os gestores recebem todas as informações sobre o tempo das equipes, entrada e saída, intervalos, horas extras etc.

Assim, é possível entender a produtividade e verificar o impacto das medidas corretivas na performance. Se após um treinamento, os colaboradores alcançarem melhores resultados, é um bom sinal que houve retorno do investimento. No entanto, só temos como saber disso se houver o acompanhamento de perto com a tecnologia.

Estar preparado para o RH do futuro é consequência de implementar e extrair o melhor das tecnologias disponíveis. Diversas melhorias podem ser realizadas em recrutamentos, desenvolvimento de pessoas, gestão de desempenho, benefícios, atendimento ao colaborador, etc.

As soluções de tecnologia e negócios aqui da Intelligenza foram pensadas para ajudar as empresas nessa modernização. Nossos especialistas atuam em conjunto com o RH da empresa para entender as necessidades e buscar a solução de inovação para transformar o departamento.

É o caso, por exemplo, das diversas soluções SAP, como o SuccessFactors, o Employee Central e o WorkForce, em que podemos fornecer todo o suporte para as empresas implementarem e aplicarem às rotinas de gestão de pessoas.

Sendo assim, sua empresa pode contar com as inúmeras vantagens competitivas de sair na frente em relação às tendências tecnológicas. Automação de processos, análise de dados, autoatendimento, gestão de tempo, controle do trabalho remoto e outras melhorias farão parte da gestão de pessoas, e você estará preparado para o RH do futuro.

Que tal tirar as suas dúvidas sobre as tecnologias para modernizar o RH? Confira as soluções da Intelligenza para transformar a gestão de pessoas da sua empresa!

2022-03-17T15:28:25-03:00

Share This Story, Choose Your Platform!

Sobre o Autor:

Mais de 20 anos de experiência em soluções SAP para Gestão de Pessoas. Atuação por 11 anos como consultor de HCM PY PT e especialização em marketing, para pessoas e clientes em suas necessidades.